Se fizerem uma pesquisa rápida sobre Kombucha, depressa vão descobrir que esta bebida fermentada tem sido recentemente rotulada de ‘milagrosa’ fruto do efeito probiótico que lhe atribuem – bactérias benéficas que vivem no intestino e melhoram a saúde geral do organismo, trazendo benefícios como facilitar a digestão e a absorção de nutrientes – e fortalecimento do sistema imunológico. Mas será que se pode afirmar como um milagre? Vamos por partes.

 

O que é a Kombucha?

A Kombucha é uma bebida fermentada feita a partir de chá e um conjunto de leveduras e bactérias que fazem bem à saúde. A este conjunto chama-se ‘Scoby’ que em inglês significa ‘symbiotic culture of bacteria and yeasts’. As bactérias e leveduras convertem o açúcar em etanol e ácido acético sendo este último o que dá o sabor acre à Kombucha enquanto o etanol é o álcool normal presente nas bebidas fermentadas. Apesar de conter etanol, a Kombucha tem um teor alcoólico quase insignificante.

Têm sido associados inúmeros benefícios para saúde de beber Kombucha nomeadamente perda de peso, regulação da flora intestinal, redução da inflamação no corpo e melhoramento da digestão, entre outros. Muitos destes benefícios provem do facto da Kombucha conter antioxidantes e bactérias probióticas mas ainda não há estudos suficientes em humanos para comprovar ou negar com certeza qualquer destes efeitos. Até porque, como nos iogurtes, a qualidade do produto é muito importante e há já imensas marcas internacionais a produzir Kombucha não sendo possível generalizar qualquer estudo.

Em Portugal a Captain Kombucha afirma-se cada vez mais como líder, sendo a primeira (e à data deste artigo) única Kombucha a ser produzida em Portugal e forte presença no mercado Europeu.

Efeito probiótico?

Lembram-se dos anúncios na TV de iogurtes com efeito probiótico onde apareciam uns ‘organismos’ a entrar-vos goela abaixo? Ora nem mais. Um dos produtos da fermentação da Kombucha são bactérias probióticas, microorganismos vivos presentes em algumas bebidas fermentadas como os iogurtes e que em concentrações específicas regulam o bom funcionamento intestinal e digestão. E aqui é onde a discussão começa pois nem todas as fermentações produzem um número suficiente destas bactérias para o tal efeito regulador se verificar. Por isso também não é simples produzir Kombucha de boa qualidade apesar de existirem já milhares de tutoriais online de como produzir Kombucha em casa.

Portanto, neste momento sabe-se apenas com certeza que existem bactérias probióticas na grande maioria da Kombucha comercial.

Antioxidantes?

Sendo produzida a partir do chá, a Kombucha é rica em antioxidantes e polifenóis, micronutrientes que actuam como antioxidantes protegendo contra algumas condições comuns de saúde e possivelmente gerar alguns efeitos benéficos contra o envelhecimento. Os antioxidantes são uma substância que protege o corpo do efeito oxidativo dos radicais livres que enquanto atletas produzimos em doses ‘industriais’ durante o esforço físico.

Sabe-se portanto e com certeza que a Kombucha é uma fonte de antioxidantes.

Vitaminas e minerais?

A Kombucha contem algumas vitaminas e minerais, nomeadamente vitamina C e vitaminas do complexo B – B1, B6 e B12 – tudo produto da fermentação do açúcar. A concentração destas varia consoante a qualidade da Kombucha.

Efeitos secundários

Apesar de não haver ainda estudos suficientes para afirmar categoricamente qualquer efeito secundário da Kombucha, como qualquer bebida fermentada, não é aconselhada a mulheres grávidas, a amamentar ou para aqueles que tenham o seu sistema imunitário comprometido. O maior perigo da ingestão de Kombucha vem mesmo da produção caseira uma vez que a fermentação prolongada ou falha no timing da mesma pode acumular ácidos orgânicos nocivos ao nosso organismo.

Como introduzir a Kombucha na nossa dieta?

A minha sugestão seria experimentar durante uma semana, bebendo uma dose (250-400ml) por dia e tentar perceber os seus efeitos. Uma semana seria suficiente apesar do consumo de Kombucha ser algo potencialmente benéfico 365 dias por ano.

Experiência pessoal

Pessoalmente sempre tive um estômago bastante funcional e portanto na digestão nunca senti grande diferença. Contudo de manhã preciso sempre de um estímulo – café ou chá – para acordar o intestino. Efeito placebo ou não, o consumo diário de Kombucha parece ajudar neste departamento e assim que o corpo acorda, o intestino acompanha sem necessidade de qualquer estimulo. Dá imenso jeito em dias de competição e/ou treinos madrugadores para aliviar o peso extra.

Enquanto atleta, constantemente produzimos radicais livres nocivos ao nosso organismo e enfraquecemos o nosso sistema imunitário com constantes agressões exteriores, portanto todas e quaisquer fontes de antioxidantes é benéfica.

Acima de tudo, o sabor da Kombucha sempre foi o que realmente me cativou, é uma bebida que sem ser doce parece transmitir o mesmo sinal de satisfação ao cérebro e parece também demover-me dos refrigerantes. Muitos atletas são viciados em refrigerantes, bebidas cheias de açúcar e sem qualquer valor nutritivo, portanto se beber Kombucha me retira o vício destes produtos, será algo que continuarei a fazê-lo sem pensar muito no assunto.

Sobre o autor:
Pedro Gomes

Pedro Gomes

Atleta profissional de Triatlo

Atleta profissional de Triatlo focado na distância IRONMAN™ e a competir no circuito mundial da distância promovido pela World Triathlon Corporation. Treinador pessoal de triatlo, formado pela QT2 Systems e Ironman U™,

Recursos para Triatletas

Onde nadar?

Nem sempre é fácil encontrar uma piscina para nadar e por isso criámos um directório com os melhores 'spots' para dar umas braçadas.

Rotas para Ciclismo

Descobre os nossos percursos recomendados para pedalar em segurança.

Grupos de Corrida

Companheiros de estrada ou trilhos e autênticos 'cavalos de corrida'.

*brevemente disponível*

Define um objectivo.  Encontra um equilíbrio. Aceita o desafio. Desfruta da recompensa.

Se não é possível esticar as 24 horas de um dia, torna-se imprescindível ser organizado e encontrar um ponto de equilíbrio entre o treino, a recuperação e a vida profissional e familiar daí se considerar que mais que um desporto, o triatlo é um adoptar de um novo estilo de vida.

É possível encontrar vários planos online, em inúmeros sites internacionais, onde a progressão do treino não equaciona aquelas sessões perdidas por falta de tempo ou disponibilidade emocional. Um plano customizado que irá acompanhar o teu dia a dia e progredir ao teu ritmo.